quinta-feira, 23 de abril de 2015

Morre no Rio de Janeiro, aos 65 anos, o diretor Roberto Talma

Posted by @chrmuller | quinta-feira, abril 23, 2015
Morreu na madrugada desta quinta-feira (23), aos 65 anos, o diretor da Globo Roberto Talma, um dos mais importantes da TV brasileira. Ele estava internado desde o dia 2 de março no hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro, e teve o óbito registrado às 2h43. De acordo com a Central Globo de Comunicação, ele morreu em decorrência de insuficiência renal crônica e doença arterial coronariana.

O velório acontecerá no sábado a partir das 11h, no Memorial do Carmo, na zona portuária do Rio de Janeiro. A cremação ocorrerá no mesmo dia, às 15h, em cerimônia reservada à família. Ele deixa três filhos: Raphael Bethlem Vieira, Stephan Borges Vieira e Matheus Faloppa Vieira. 

Em outubro de 2002, Talma teve um infarto e foi internado às pressas em uma clínica de Botafogo, no Rio de Janeiro. Em junho de 2012, ele voltou a ser internado, desta vez na UTI São José, em São Paulo, onde se recuperou de uma angioplastia para colocação de stents (espécie de mola que dilata artéria que irriga o coração).

Roberto Talma foi o responsável pela criação, direção geral e direção de núcleo de importantes programas da rede Globo, na qual atuou desde o final dos anos 60. Com dezenas de novelas em seu currículo, em diferentes faixas de horário, Talma foi o diretor da legendária primeira versão de "Saramandaia", de 1976.

Trajetória

Roberto Talma Vieira nasceu no dia 29 de abril de 1949, em São Paulo. Seu pai trabalhava na televisão (foi coordenador de programação da TV Rio) e sua mãe era bailarina. Começou a carreira profissional aos nove anos, na TV Record, integrando um grupo de sapateado que se apresentava no programa "A Grande Gincana Kibon". No início na década de 1960, Talma mudou-se para o Rio de Janeiro com a família. As informações são do site Memória Globo.

Em 1969, foi contratado pela Globo, onde começou como operador de videoteipe, participando do núcleo de jornalismo da emissora. Ele fez parte da primeira equipe do Fantástico, em 1973, e editou programas como o Globo Repórter, e, na linha de shows, o Globo de Ouro.

No final dos anos 1970, Talma foi para a TV Bandeirantes, onde dirigiu o programa "Rosa e Azul". Após seis meses, ele voltou para a Globo para dirigir a novela Pai Herói (1979), de Janeta Clair.

Como diretor geral, ele esteve à frente de tramas como "Saramandaia" (1976), "Água Viva" (1980), "Bebê a Bordo" (1988), "Top Model" (1989), "Lua Cheia de Amor" (1991). Um dos seus trabalhos mais recentes foi como diretor de núcleo do remake de "Gabriela", escrito por Walcyr Carrasco.

Talma foi responsável pelas minisséries "Anos Dourados" (1986), "Sampa" (1989); "Boca de Lixo" (1990); e "Sorriso de Lagarto" (1991). 

Como diretor executivo, foi responsável por novelas como "Brega & Chique" (1987); "Que Rei Sou Eu?" (1989); "Rainha da Sucata" (1990); e "De Corpo e Alma" (1992). Na década de 90, foi responsável pelo humorístico "Casseta e Planeta" (1994) e pela criação de "Malhação" (1995).

Entre outros programas de responsabilidade do núcleo dirigido por Roberto Talma nos últimos anos, estiveram as novelas "Negócio da China" (2008), "Vida Alheia" (2010), "O Astro" (2011) e "Aquele Beijo" (2011).

Fonte: http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2015/04/23/morre-no-rio-de-janeiro-aos-65-anos-o-diretor-roberto-talma.htm


Reações:

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube